Repetir o mesmo pecado o que pode acontecer?

Você se lembra da última vez que se sentiu assim. Você pode identificar o dia em que aconteceu. Desta vez, a vergonha e a culpa preenchem seu coração mais do que nunca, porque você prometeu - tanto para si mesmo quanto para Deus - que você não faria isso de novo. E ainda aqui está você, praticando os mesmos pecados.

Se você está preso em um pecado que está sendo difícil vencer, lembre-se você não está sozinho. Quando aceitamos a Cristo, somos libertos de nosso destino e identidade pecaminosos. Temos acesso ao poder de Deus para dizer "não" ao pecado. Mas, embora não sejamos mais prisioneiros do poder do pecado, ainda temos que escolher a santidade em todas as oportunidades. Como seres imperfeitos, há momentos em que repetimos os mesmos pecados que estamos tentando vencer. Então Deus perdoa o mesmo pecado? 

O sacrifício de Cristo remove todos os nossos pecados.


E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo. 1 João 2:2

Você sabe porque Jesus morreu? Jesus permitiu-se ser morto a fim de preencher a lacuna entre a humanidade e Deus. Porque Deus é perfeito, Ele não podia ter comunhão com homens e mulheres porque somos uma raça caída. Estar em um relacionamento íntimo conosco teria manchado sua pureza. É por isso que "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito" (João 3:16). Nossa esperança é encontrada na segunda metade daquele verso famoso, que diz: “Todo aquele que nele crê não perecerá (seja separado de Deus), mas terá a vida eterna”.

O que Jesus fez na cruz removeu seu pecado. A lei de Deus, sendo perfeita, não pode aceitar o pecado. Não existe tal coisa como "bom o suficiente" para além da perfeição. Isso não é porque Deus é cruel, mas porque Ele é santo (e sem ser perfeitamente santo, Ele não poderia ser perfeitamente amoroso ou perfeitamente bom - nem saberíamos o que é o amor à parte da santidade de Deus!). Cristo nos tornou “bons o suficiente” ao morrer na cruz e pagar o preço pelos nossos pecados. Quando Ele morreu, não foi uma morte parcial - morrendo por alguns pecados e não por outros. Ele morreu por todos. Isso significa que todo pecado que você cometeu ou cometerá está coberto pelo seu sangue.

Ele nos promete o perdão se confessarmos e nos arrependermos.


Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. 1 João 1:9

Quando pecamos, você não necessariamente “odeia a Deus” ou não ama mais o Senhor. Mas isso significa que, naquele momento, você não confiou que Cristo foi o suficiente para você. Você acreditava na mentira de que o pecado seria mais fisicamente, emocionalmente ou espiritualmente agradável do que o próprio Deus. Você fez Deus pequeno e escolheu o pecado em seu coração.

Como você se recupera de uma queda assim? Confesse e se arrependa. Confissão é reconhecer o seu pecado diante de Deus, dizendo-lhe o que você fez e aceitando que é ofensivo para ele. O arrependimento é a determinação de “virar” ou fazer um giro de 180 graus na outra direção. Essas duas ações colocam nosso coração em alinhamento com a vontade de Deus, que oferece esperança e perdão aos humildes.

A graça de Deus nos motiva a dizer “NÃO” à tentação.


Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca. Mateus 26:41

Esta graça através de Jesus é incrível, mas algumas pessoas se aproveitam disso. Paulo advertiu contra isso em Romanos 6: 1-2: “Continuaremos em pecado para que a graça aumente? De jeito nenhum! Como podemos nós que morremos para o pecado vivermos por mais tempo?

Jesus nos concede graça para o nosso pecado não para que possamos abusar da sua graça, mas para que possamos estar em conversação diária e relacionamento com Ele. Esta é a diferença entre obediência por medo e obediência por gratidão. Escolhemos rejeitar o pecado porque somos muito gratos pelo sacrifício de Jesus.

Quando falhamos, nossa única esperança é voltar para Cristo:


Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus,Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne,E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus,Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, Hebreus 10:19-22

Essa “plena certeza” é a promessa de perdão ao arrependido. Em toda a Escritura, a natureza paciente e amorosa de Deus é revelada. Ele odeia o pecado, mas Ele nos ama igualmente. Que possamos buscar Deus diariamente. Arma-se com a sua Palavra. Ser sincero com o pecado e a tentação, pedindo, buscando clareza e ajuda de Jesus para vencer, qualquer coisa que te atrapalhe. Confesse, arrependa-se e corra para o trono da graça quando você falhar. Confie no que Ele promete: Assim como está longe o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões. Salmos 103:12

Com amor e gratidão,

0 Comentários