A Verdade sobre o que você pode aprender com o luto.


Crescendo em um lar cristão ou não, muitas vezes colocamos as emoções em uma das duas categorias: boas ou ruins.

Raiva: Isso é uma emoção ruim.

Alegria: Essa é uma boa emoção.

Tristeza: Também é ruim.

Paz: Outra emoção boa

Mas à medida que faço aniversário, aprendi que a vida nem sempre é tão preta e branca. Emoções em si mesmas não são erradas; é o que você faz com as emoções que podem ser saudáveis ​​ou insalubres. Por que estou lhe dizendo isso? Porque hoje estamos falando de luto (lutar).  A tristeza surge sempre como uma grande perda em nossas vidas, sejam elas:
  • Uma separação
  • uma morte
  • uma doença grave
  • abuso seja ela sexual ou não
  • um sonho não realizado
  • ou alguma outra coisa

Estar aberto á essa perda significa que você sentirá todos os tipos de emoção. Alguns deles são o que eu costumava pensar que eram os “bons” e outros os “maus”. Mas nenhum deles é realmente bom ou ruim; eles apenas são. Eles são simplesmente parte do processo da cura de uma perda.

Podemos ter vários estágios de sofrimento, podendo levar alguns dias, alguns meses ou alguns anos. Esses estágios, são o que mais aconteceu comigo no meu momento de depressão, de perda ou de luto, sofri bastante, tentei se matar, "já estava literalmente no fundo do poço", pode até parecer clichê mas foi Jesus que me deu uma nova chance para viver, pois com ele eu aprendi o verdadeiro valor da vida.

1: Negação: Este é o estágio em que você quase fica entorpecido, onde você tem dificuldade em reconhecer a dor porque ainda está em estado de choque.

2: Raiva: Nesse estágio, você começa a ficar com raiva da perda. Esta é uma parte importante do processo de perca, porque você está chegando a um acordo com o que exatamente você perdeu. Se você nunca sente a raiva, é difícil (talvez até impossível) curar completamente a perda.

3: Negociação: É aí que você é atormentado com perguntas do tipo “e se?”. E se eu tivesse feito algo diferente? E se eu estivesse lá? Isso ainda teria acontecido?

4: Depressão: Esta é a parte em que toda a tristeza se infiltra e se sente esmagadora. Esta fase refere-se ao sentimento de depressão, em vez de um diagnóstico clínico real da depressão. Este estágio é muito doloroso, mas também muito normal quando se está sofrendo uma perda, é aonde devemos segurar na mão de Jesus, é muito difícil entrarmos em uma depressão e sair dela ilesos, vivemos sem esperança, o diabo colocando vários sentimentos de morte em nosso coração, esse é um processo de dor, de angustia e precisamos urgente de um colo amigo e verdadeiro, se afastar de quem amamos só piorará a situação.

5: Aceitação: Começamos a perceber que a vida não será a mesma que era antes da perda. Você foi capaz de sentir as emoções se agitando dentro de você. E você finalmente consegue criar um novo ciclo de vida, normal para si mesmo. Na minha vida, eu descubro que eu cresço nas novas profundidades como pessoa. É quase como a dor e o sofrimento me ensinaram, me tornaram mais plenamente humano e me deram um novo tipo de empatia pelos outros.

Por que eu passo por este processo de luto? Parece muito mais fácil tentar anestesiar a dor, talvez através da televisão, de alguma obrigação ou da comida. Parece tão doloroso encarar isso! Mas, se não enfrentarmos isso, a dor se trancará dentro de nós e se tornará tóxica, podendo nos levar até á morte. Transforma-se em amargura ou num entorpecimento desconfortável que está sempre a ameaçar partir-se. Isso pode resultar em problemas de saúde e inquietação em nossas mentes. E é por isso que acredito que os estágios da tristeza são essenciais para nossa cura, pois tudo em nossa vida é aprendizado e nada, absolutamente NADA  é por acaso.

Três coisas importantes que aprendi sobre a dor. Ao passar por períodos de tristeza em minha própria vida:

1: Abrace o momento em que você está, sem se culpar. Por exemplo, estar na fase da raiva não significa que você tenha feito algo errado, e estar na fase da depressão não significa que você não confia em Deus. É simplesmente parte do processo, e se você experimentar cada passo com Deus, expressando tudo para Ele, isso o aproximará muito mais dEle.

2: Seja amigo de pessoas em quem você confia, nesses momentos de dor. Não tente se lamentar sozinho; é muito fácil afogar-se no sofrimento. Em vez disso, envolva-se com pessoas confiáveis. Para mim, isso inclui meu conselheiro, meu melhor amigo, meus pais, meus mentores, alguns amigos íntimos e, é claro, Deus. Encontre as pessoas em quem você confia para conversar e escutar você.

3: Pergunte a Deus o que Ele quer te ensinar ao longo do caminho. Isso me dá um senso de propósito no sofrimento. Que presentes incríveis Deus está escondendo para mim nesta estação sombria de tristeza? Que coisas bonitas Ele quer que eu aprenda? 

Meu próprio luto para encerrar esse post, gostaria de compartilhar com você, uma dor recente que passei: uma grande depressão, sim eu também tenho meus momentos de dor e de perca. Sei que não é fácil para ninguém, pois cada um passa por algo diferente, fiquei completamente sem rumo, perdi o amor por Deus, tentei se matar, mas vi que isso nunca foi e nunca será a solução. Mas espero que esse post, possa encorajá-lo de que não há problema em sentir dores, que está tudo bem chorar, passar por momentos difíceis e que Deus transformará toda a nossa dor em algo profundamente belo à sua própria maneira. Gostaria que você escutasse essas duas músicas da Hillsong. 


            

            

Com amor e gratidão,

0 Comentários