10 Dicas para viajar com consciência

Vivemos em uma época em que mais pessoas viajam para o exterior do que nunca na história. Em 2018, mais de 1,3 bilhão de turistas viajaram internacionalmente e, segundo a  Organização Mundial do Turismo, esse número deverá ultrapassar 2,0 bilhão até 2030. Sim, realmente. Não há dúvida de que vivemos em um momento de grande privilégio e acessibilidade, com o mundo se sentindo menor do que antes.

Com o rápido crescimento do turismo, há um crescente reconhecimento entre os profissionais da indústria de viagens e os próprios viajantes sobre a importância de uma viagem consciente - viagens que minimizam os impactos negativos, trazem benefícios econômicos aos destinos turísticos e preservam os recursos naturais e culturais. Sempre que viajo, essas coisas estão sempre na minha mente e eu tento o melhor que posso para viajar com a maior responsabilidade possível (embora sempre haja espaço para melhorias!) Aqui estão 10 maneiras de viajar com mais responsabilidade este ano:


1. Apoie a economia local

Escolher onde e com o que você vai gasta seu dinheiro tem um enorme impacto na comunidade local. Por que não ficar em uma pousada local de gerência familiar em vez de em uma grande rede de hotéis? Você não preferiria comprar lembranças feitas à mão por artesãos locais em vez de lembranças produzidas em massa? Apoiar as empresas locais significa que o dinheiro dos turistas são muito mais propensos a permanecer dentro da comunidade local, em vez de alinhar os bolsos de empresas internacionais ricas. Além disso, você mesmo terá uma experiência de viagem muito mais autêntica! 

2. Respeite os costumes locais

Temos a responsabilidade, como viajantes privilegiados, de mostrar respeito pelas pessoas locais que visitamos e aderir aos seus costumes e cultura. Muitos países ao redor do mundo são muito mais conservadores do que nossas sociedades. Certifique-se de educar-se antes de viajar sobre quais costumes são aceitáveis ​​e quais são ofensivos. Em muitos lugares do mundo, por exemplo, usar roupas curtas ou camisetas é considerado inadequado. Seja informado sobre a cultura que você está visitando, não seja ignorante. Lembre-se, você é um convidado no país.

3. Garanta que as atividades da vida selvagem sejam livres

Muitas pessoas têm sonhos exóticos para montar em elefantes na Ásia ou andar com leões na África, mas essas atividades podem ser irresponsáveis ​​e antiéticas. O turismo de vida selvagem gera uma grande renda e, infelizmente, muitas operadoras que oferecem 'experiências de vida selvagem' priorizam a obtenção de lucro sobre o bem-estar dos animais. Eles são maltratados de todas as formas, para gerar lucro em cima dos animais. Muitas vezes, os turistas se preocupam principalmente com seu próprio entretenimento e ignoram o fato de que a atividade pode ser angustiante para o animal. Se você está interessado em ter um encontro com animais selvagens em suas viagens, não deixe de fazer sua pesquisa e escolha um guia responsável que esteja comprometido com a conservação da vida dos animais, para curtimos o momento não precisamos de maltratar os animais, ao invés de montar em algum animal, porque não mostrar diferença? Acaricie, beije e tire sua foto sem precisar de mal tratos. 


4. Seja eficiente nas viagens

Só porque você está de férias não significa que seus princípios de economia de energia devem sair pela janela! Você realmente precisa de toalhas limpas todos os dias? Você precisa deixar as luzes acesas quando sair do hotel, deixar o ar-condicionado ligado? Tente e se comporte como se estivesse em sua própria casa e minimize o consumo desnecessário de energia. Afinal o mundo é nosso.

5.  Voluntarie um pouco do seu tempo

Se você estiver viajando por apenas duas semanas ou até seis meses, o voluntariado de uma parte do seu tempo pode realmente fazer uma diferença positiva para a comunidade local. Reserve algum tempo para pesquisar os tipos de oportunidades de voluntariado disponíveis na região para a qual você está viajando. Talvez você possa ensinar português por alguns dias em uma escola rural? Talvez você possa ajudar em um abrigo de uma noite? Ou talvez um abrigo de animais precise de alguma ajuda? Um bom lugar para começar é entrar em contato com ONGs locais para descobrir quais são as necessidades específicas do país em questão. Certifique-se de fazer sua pesquisa, no entanto, para garantir que, ao se voluntariar, você não tire um emprego de uma pessoa local que possa desempenhar esse papel.

6. Use o transporte local

Sempre que possível, você deve procurar o transporte local em vez de veículos particulares ou táxis. Pergunte a si mesmo se é possível (e seguro) pegar um ônibus ou trem local para ir do ponto A ao ponto B. Melhor ainda, você pode andar? Ou andar de bicicleta? Isso reduzirá seu impacto ambiental.

7. Devolva

Não há como argumentar que a viagem cria conexões profundas entre nós e os lugares que visitamos. Quando viajamos, muitas vezes desenvolvemos relacionamentos com a população local e, por sua vez, tomamos consciência das dificuldades e desafios presentes na região. Uma das alegrias de viajar é fazer uma diferença positiva para as comunidades que visitamos. Doar para instituições de caridade é uma maneira de ajudarmos a população local ou ajudar nos esforços de conservação .

8. Escolha uma empresa de turismo responsável

Se você for reservar uma excursão em grupo, escolha um com foco em viagens sustentáveis. Infelizmente, muitas empresas de turismo colocam o maior número possível de turistas, dentro de um ônibus, correndo de um lugar para outro, deixando uma pegada ambiental feia. Compare as empresas de turismo perto e assegure-se de que aquele com quem você vai, eles vão se comprometer com as viagens responsáveis. 

9. Não dê dinheiro para mendigos

Isto é difícil, pois a visão dos mendigos, particularmente são crianças ou deficientes, nas ruas é de partir o coração. Mesmo que dar dinheiro aos mendigos possa parecer o tipo de coisa generosa a se fazer, pode realmente causar mais problemas do que soluções. Infelizmente, a realidade é que alguns mendigos (particularmente crianças) podem fazer parte de equipe de tráfico e são forçados a sair da escola e explorados por pessoas mais velhas que mantêm o dinheiro para si. Use o seu julgamento, mas uma opção melhor é talvez doar algum dinheiro para uma instituição de caridade dedicada a ajudar os sem-teto ou desfavorecidos naquele país. Você também pode comprar água ou comida em vez de dar dinheiro.

10. Espalhe o amor e o exemplo

Ser um viajante responsável pode ser algo naturalmente para alguns de nós, mas outros não estão cientes do impacto negativo que o turismo pode ter. Uma das melhores maneiras de incentivar as pessoas a fazerem viagens com consciência ​​é através do exemplo. Se você ver alguém agindo de maneira incorreta enquanto viaja, talvez você demonstre exemplo e amor, conversando com essa pessoa, mas fazendo isso de maneira amigável. 


Para você: como você tenta viajar de uma maneira consciente?

Com amor e gratidão,

0 Comentários