O que fazer em João Pessoa - Paraíba: Roteiro completo de 5 dias


João Pessoa, carinhosamente chamada de Jampa, é a capital da Paraíba e a terceira capital de estado mais antiga do Brasil. Foi fundada em 1585 com o nome de Nossa Senhora das Neves. É conhecida como "Porta do Sol" por causa da Ponta do Seixas, que é o ponto mais oriental das Américas. Por isso é que dizem que João Pessoa é a terra onde o sol nasce primeiro, mas quanto a isso há controvérsias devido à rotação da Terra. Porém, uma coisa não se pode negar, o fato de que lá amanhece bem cedo, antes das cinco da manhã. É, a cidade não dorme no ponto nem com seu hall de atrativos, e oferece programas para entreter o visitante até a noite, que, por sinal, já chega às cinco da tarde ou às cinco e meia, dependendo da época do ano. Se na terra dos pessoenses o sol nasce primeiro, também vai se pôr primeiro.      

É um local não apenas rico pela exuberante natureza, mas também pelo seu lado antigo e histórico, muito bem conservado. Sem contar a sua rica cultura e tradição, afinal, quem nunca ouviu falar no pôr do sol da praia do Jacaré ao som do Bolero de Ravel? É um espetáculo emocionante!

Jampa, como é conhecida, tem muitas atrações e passeios interessantes. Para quem gosta de praia e natureza, é a escolha perfeita! Se você quiser curtir as praias sem pressa, relaxando e apreciando suas belezas, pode optar por ficar uma semana. Mas se não tiver tantos dias disponíveis, dá para aproveitar e conhecer os principais pontos turísticos em 4 ou 5 dias, aproximadamente.

Vamos o roteiro que eu fiz e que sempre uso para ir á capital do meu estado:


Praias: (as mais visitadas pelos turistas): Bessa (pra mim é a melhor e mais tranquila), Manaíra, Tambaú, Cabo Branco, Seixas, Penha, Barra de Gramame (essas em João Pessoa), Intermares, Poço, Camboinha, Jacaré (essas do litoral norte, em Cabedelo), Praia do Amor, Jacumã, Carapibus, Tabatinga, Coqueirinho, Tambaba (essas do litoral sul, em Conde). Sim, há mais praias para conhecer, só depende do tempo de que você dispõe. 



Passeios clássicos: O pôr do sol na Praia do Jacaré ao som do Bolero de Ravel no saxofone de Jurandy / As piscinas naturais de Picãozinho (os catamarãs partem da Praia de Tambaú), de Areia Vermelha (embarcações saem da Praia do Poço ou de Camboinha) e do Seixas (saída da Praia de Tambaú ou do Cabo Branco) / O tour ao litoral norte, que geralmente inclui a Praia do Bessa, Praia de Intermares, Fortaleza de Santa Catarina e Marco Zero da Transamazônica / O tour ao litoral sul, que geralmente inclui a Praia da Barra de Gramame, Amor, Tabatinga, Coqueirinho e Tambaba (pode haver algumas variações, depende da agência de turismo) / O city tour, do qual o destaque fica por conta do Centro Cultural de São Francisco.

Mercados: (artesanato, produtos alimentícios regionais etc.): Feirinha de Artesanato de Tambaú, Centro Turístico Tambaú, Centro de Artesanato de Tambaú, Feira Arte do Mundo, Expo Feira Tambaú, Mercado Público de Tambaú (este de frutas, verduras e legumes), Mercado de Artesanato Paraibano, Museu Casa do Artista Popular, feirinha de artesanato da Praia do Jacaré.

Shoppings centers: O Manaíra é considerado o maior de João Pessoa, e o Mag Shopping, apesar de pequeno, tem vista para a praia. Esses são os dois shopping centers mais indicados para o turista. Mas há outros, como o grande Mangabeira Shopping, porém afastado do núcleo turístico, e o Shopping Tambiá.

Gastronomia: Charque, sarapatel, peixe, frutos do mar (destaque para o caranguejo, o camarão e a lagosta), carne de sol com macaxeira, fava, feijão-de-corda, paçoca (carne de sol assada e desfiada com farinha), baião de dois, rubacão, buchada de bode, suvaco de cobra, feijão verde, queijo coalho, galinha caipira, canjica, tapioca, cuscuz. As frutas regionais também merecem destaque e se não encontrar a própria fruta, há os sucos feitos com a polpa, os doces em compota e os sorvetes dos mais variados sabores. Assim sendo, dá para experimentar: cajá, umbu-cajá, jabuticaba, mangaba, graviola, buriti, pequi, cajá-manga, cupuaçu, araticum, seriguela, bocaiuva, taperebá, murici e claro o famoso Açaí Empório, sendo o melhor açaí de João Pessoa.

Restaurantes: Esses são os que eu indico, do sofisticado ao mais simples: Gulliver Mar Restaurante, Nau Frutos do Mar, The W Restaurante, Cozinha Roccia, Gulliver, L'Entrecote de Paris, Porto Restaurante, Empório Gourmet, Hao, The Poke - Fast Food Havaino - confesso que esse é irresistível,  Peixada do amor, Restaurante Maré Alta, Empadinhas Barnabé, Laca Burguer - peça o Laca Burguer da promoção, o preço é fantástico e sem duvidas, é o melhor hambúrguer de João Pessoa, até que me provem o contrário kkkk, Bricktop's Café - esse ambiente é para quem gosta de um bom café e uma boa leitura, o local é super vibes <3. Restaurante San Sun, quiosque Tororó - esse quiosque é aberto 24hrs, lá a vibe é boa, mas garanto que lá você pode vê de tudo, o camarão deles é imensurável de gostoso.


Camarão ao molho de tomate, com arroz á grega e salada, no restaurante San Sun

Dica: 1º É muito mais interessante visitar a capital  tendo a oportunidade de ir às suas piscinas naturais. Para isso, você deve programar sua viagem de acordo com a tábua da maré, que precisa estar baixa para você realizar os passeios. Antes de ir para João Pessoa, é bom você pesquisar no instagram ou nos sites das agências, para saber se a maré estar alta ou não. As piscinas só aparecem nas marés de lua cheia e nova (uma semana sim, outra não); 2) Chega-se às piscinas do Seixas não somente pela Praia do Cabo Branco, mas também pela Praia de Tambaú (quem estiver hospedado em Tambaú ou perto vai poder ir ao ponto de embarque a pé); 3) Tome cuidado com lugares desertos e na dúvida informe-se antes no hotel ou com seu motorista. Por exemplo, quando eu sempre vou, eu escolho o passeio para as piscina, na Orla de Cabo Branco, você pode até negociar os preços, dependendo da quantidade de pessoas que estiver com você.

Comidas típicas: Além do artesanato, os mais legais para trazer para casa ou para presentear são as guloseimas típicas, tais como mel de rapadura, rapaduras (de diversos sabores), bolos,  castanhas de caju (de variados sabores) e doces em compota feitos com frutas regionais.

Agências de turismo: Eu sempre escolho os passeios da Luck Receptivo, além do atendimento de qualidade, eles sempre contam com diversos passeios e tours pela cidade. 

Quantos dias ficar em João Pessoa? Eu geralmente fico entre 6 há 8 dias. Por isso, se quiser fazer as três piscinas naturais mais famosas da região (Picãozinho, Seixas e Praia Vermelha), aconselho ficar 5 dias inteiros ou mais. As piscinas naturais devem ser visitadas em dias diferentes porque elas surgem somente naquelas horas em que a maré está baixa. Se não quiser ir às piscinas, dá para conhecer as praias de João Pessoa e o centro histórico em dois dias inteiros. Na verdade, dá até para fazer em um dia se o seu objetivo for "só conhecer", mas fica bastante corrido.  

Hospedagem: Na orla de Manaíra, Tambaú e Cabo Branco é onde você vai encontrar a maior concentração de hotéis, mas Tambaú e Cabo Branco é considerada a melhor localização por ficar mais perto de tudo. Se você optar pelo Bessa, eu aconselho você a ficar na Pousada Golfinho, vale lembrar que os quartos são pequenos, mas o café da manhã e as demais refeições são ótimas, e eu sempre fico lá, quando eu prefiro descansar, além do preço ser muito acessível.  Outra boa opção também é o Hostel João Pessoa.

Para esticar a viagem: É possível sair de João Pessoa de carro e em algumas horas chega-se a Recife, à Praia de Pipa e a Natal, entre outras localidades. Dá uma olhada nos passeios bate-volta oferecidos pela Luck Receptivo. Mas esses passeios de um dia eu não aconselho. Fica muito corrido, cansativo e perde-se muita coisa.


1º DIA:

Manhã

– Praia de Intermares: linda praia, que pertence ao município de Cabedelo. É cenário de preservação ambiental, onde ocorre desova de tartarugas marinhas e onde se desenvolve o Projeto Tartarugas Urbanas. Também conhecida por ser um ponto de prática de surf e campeonatos (11 km do Centro de João Pessoa).



Tarde

– Centro turístico Tambaú (Av. Almirante Tamandaré): é uma espécie de shopping ou galeria, com lojas no térreo e guichês de informações turísticas. Na frente possui um monumento de um pescador com sua mulher, representando a colônia de pescadores existente logo à frente.

– Praia de Tambaú: com 8 km de extensão, possui águas claras e verde-azuladas. É o ponto de partida para Picãozinho, ponto turístico com uma fantástica beleza natural.

– Praia do Jacaré: muito conhecida pelo belo pôr do sol ao som do Bolero de Ravel, com o famoso e talentoso Jurandir do sax, todos os dias, às 17h. É localizada em Cabedelo, a 12 km de Tambaú.



Noite

– passear pelas ruas e feiras de artesanato da Praia do Jacaré. Provar as deliciosas tapiocas e, quem sabe, comprar uma das famosas cachaças e pimentas locais.

2º DIA – Centro Histórico

Tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional pelo IPHAN em 2007, possui construções com detalhes do Barroco, do Rococó, Art-nouveau e Art-déco. As principais atrações são:

– Casario da Praça Antenor Navarro (Cidade Baixa): vários casarões coloridos e bem conservados (45 min. de Tambaú).

– Igreja de São Frei Pedro Gonçalves: construída em 1843, está localizada ao lado da Praça Antenor Navarro. Sua área externa possui restaurantes, lojas e ateliês.



– Hotel Globo: construído em 1928, faz parte do conjunto arquitetônico do pátio de São Frei Pedro Gonçalves. Foi transformado em museu e centro de informações turísticas e serve muitas vezes como palco de eventos culturais, exposições de arte e lançamentos de livros. É também um local privilegiado para ver o pôr do sol, admirando o Rio Sanhauá ao fundo.


– Centro Cultural São Francisco (Cidade Alta): belo conjunto arquitetônico de arte barroca da Paraíba. Para chegar, siga a Praça Antenor Navarro e suba a Ladeira de São Francisco (a rua mais antiga da cidade) uns 20 minutos. A visita custa R$ 4,00 e é guiada. O complexo reúne igreja, convento, capela, casa de oração, claustro e uma enorme área externa. Você verá belíssimos azulejos do século XVI e a monumental Capela da Ordem Terceira de São Francisco. Na parte de cima há um museu de arte popular e um museu de arte sacra.



– Casa da Pólvora: localizada na Ladeira de São Francisco, foi construída em 1704. Atualmente é sede do Museu Fotográfico Walfredo Rodrigues, onde há uma exposição de imagens da cidade.

– Tribunal de Justiça e Palácio da Redenção: construídos em 1865 e 1586, respectivamente, estão localizados na Praça João Pessoa.

– Theatro Santa Roza: construído em 1889, se localiza na Praça Pedro Américo.


– Igreja Nossa Senhora do Carmo: construída em 1592, localiza-se na Praça Dom Adauto.



Como chegar:
  • De ônibus – em Tambaú, pegue o ônibus 507. A viagem dura uns 45 minutos e custa R$2,20.
  • De táxi – de Tambaú ao Centro Histórico a corrida custa, aproximadamente, R$25,00.
  • City-tour –  A Luck Receptivo faz o City Tour completo, e custa em torno de 49,00 R$ por pessoa, em média (vale a pena, já quer terá transporte na ida e na volta e guia para os passeios), o passeio tem duração de 7:00 horas.
3 DIA:

Manhã

– Praia do Cabo Branco: praia muito bonita, extensa, cheia de barracas confortáveis e ótima infra-estrutura, com águas mornas, calmas e claras.


Tarde

– Forte de Santa Catarina do Cabedelo (18 km de João Pessoa): construção do século XVI, repleta de histórias, que mantém os muros de pedra, canhões e ruínas. Há uma parte do forte que funciona como museu, com exposição permanente de um rico material histórico. Apresenta um lindo visual do mar. As visitas guiadas nos levam à casa do capitão, à capela e aos canhões do século XVI (rua Francisco Serafim, Praia Ponta de Matos).

– Museu Estação Ciência (Parque do Cabo Branco): museu projetado por Oscar Niemeyer, inaugurado em 2008, numa área de mais de 5 mil metros quadrados, para difundir a cultura e realizar pesquisar científicas.


Noite

– Feira de Tambaú: funciona na Praça Vicente Trevas, todos os dias, de 9h às 22h. É composta por roupas, calçados de couro, rendas, esculturas de madeira, souvenirs e vários restaurantes simples, mas com os melhores e mais saborosos pratos típicos da região.

4 DIA: Praias do Litoral Sul

Grande parte das belas praias do Litoral Sul de João Pessoa pertencem à Jacumã, distrito do município de Conde, a 30 Km da capital. Nessa região há a famosa Praia Naturista de Tambaba, que faz parte do circuito de praias do litoral sul (Barra de Gragame, Praia do Amor, Praia de Jacumã, Carapibus, Tabatinga, Coqueirinho e Tambaba). Tambaba está a 35 Km de Jacumã. As praias acompanham todo o litoral e estão em sequência.

– Praia Barra de Gragame: é a primeira praia da sequência, vindo do norte. Sua principal atração é a praia marinha e fluvial, divididas por uma pequena porção de areia. Ela é um pouco distante das outras e o acesso é feito de carro, buggy ou moto taxi (R$ 7,00).

– Praia do Amor: possui uma famosa pedra furada, que serve de cenário para as fotos clássicas do local. Dali é possível ir caminhando até a praia de Jacumã.

– Praia de Jacumã: é a praia com melhor infra-estrutura e mais movimentada. Como o mar é agitado, não é recomendado o banho, principalmente para crianças. Lá fica o famoso Maceió de Jacumã, conjunto de lagoas formadas com água salgada.


– Praia de Carapibus: linda praia, cheia de corais à beira mar. Pela manhã é possível ver o mar distante e os corais aparecem bastante. Por volta do meio-dia a maré sobe e invade os corais, formando piscinas naturais, que, depois, ficam totalmente encobertas.

Quando a maré baixa, é possível caminhar uns 8 km até a praia de Coqueirinho, mas é preciso ter fôlego e disposição!

– Praia de Tabatinga: é uma praia menos frequentada, mais deserta, cheia de falésias em sua orla. Não há ambulantes nem quiosques, mas há o ótimo Tabatinga Art Bar, cuja especialidade são os frutos do mar, e onde há uma feira de artesanatos.

– Praia de Coqueirinho: é a praia mais famosa e frequentada pelos paraibanos e turistas. A praia é linda! Cheia de coqueiros em toda sua extensão, águas verdes e cristalinas, areia clara, muitos corais, com uns bares bem legais também. É um visual paradisíaco!


– Praia de Tambaba: é uma praia belíssima. A primeira praia naturista do Nordeste e a mais famosa. É dividida em duas partes: a parte dos nudistas e a parte dos frequentadores vestidos. Acima dela há um mirante que nos permite uma ampla visão daquele paraíso.

Como Chegar:

  • De carro – pela estrada PB-008, saída por Cabo Branco
  • De táxi – Rádio Táxi; Tambaú Táxi 
  • De van ou bugue 
  • De Luck Receptivo. 
5 DIA: – Caribessa:

O Caribessa é um "tiro certeiro" para quem quer relaxar e curtir o sol de João Pessoa. O mar Caribenho com areias limpas e o mar calmo, é ideal para quem quer relaxar tomando banho ou até mesmo praticando esportes, como caiaque e stand up paddle.






Existe diversos horários disponíveis no site, e você pode agendar o seu passeio com antecedência, o Caribessa é um dos meus lugares favoritos de João Pessoa, e nada melhor do que terminar a viagem com chave de ouro né?!
Com amor e gratidão,

0 Comentários