Minha igreja me machucou, o que eu faço agora?


Igreja. Ouvimos essa palavra e temos uma reação instantânea: boa, ruim ou intermediária. Muitos cristãos experimentaram a dor de um corpo eclesiástico legalista, julgador ou cruel. Isso faz com que você nunca mais queira voltar para a igreja. Em uma reunião composta de pessoas imperfeitas, todos os quais devem estar se esforçando por santidade e amor ao Senhor, sem dúvida haverá feridas. A questão é... o que fazemos depois do ferimento?

As escrituras são claras de que não devemos abandonar a reunião com os outros irmãos. Isso porque o cristianismo sempre foi e sempre será comunal; não pode ser abandonado. O Antigo e o Novo Testamento nos mostram como a comunidade é importante para Deus, porque é em comunidade que nossa fé é vivida! Os dois maiores mandamentos que Deus deu foram amá-lo e amar os outros (Mateus 22:36). Não podemos amar os outros, que Jesus ordenou, se nos recusarmos a nos colocar o seu amor em Sua igreja.

Mas se nos machucamos, voltar para a comunidade é difícil. Temos que obedecer ao Senhor, mas também precisamos de limites saudáveis. Podemos aprender a amar a igreja novamente?

Absolutamente.

Primeiro, Deus nunca te chama para algo que Ele não irá equipar você para fazer. Ele pode não estar pedindo que você volte para a igreja que o feriu, mas está esperando que você vá a uma nova comunhão com Ele, pois é para Ele toda á glória. Como um seguidor de Cristo, você é um membro da família da igreja, quer você goste ou não! E Jesus ama a igreja - tanto que morreu por ela. Os homens e mulheres nos edifícios da igreja ao seu redor são SEUS irmãos e irmãs. Eles foram feridos como você. Eles foram desprezados e rejeitados. Você estará em boa companhia.

Segundo, o coração de Deus é a união, e Ele fará isso se você permitir. Paulo escreveu à igreja em Éfeso: “Edificado sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a pedra angular, na qual toda a estrutura, estando unida, torna-se um templo sagrado no Senhor. Nele vocês também estão sendo construídos juntos em uma morada para Deus pelo Espírito. ”(Efésios 2: 20-22) Acredite nessa promessa. Deus vai edificar você junto com outras pessoas imperfeitas, fazendo de você uma estrutura unificada que traz glória a Deus e vitória à sua própria vida.

Meu terceiro ponto diz respeito ao papel do Inimigo. Veja, o Inimigo quer divisão no corpo da igreja. Não há nada que Ele deseje mais do que separar os cristãos uns dos outros, impedindo-os de um ministério eficaz. Ele quer nos ver cativos à raiva, à amargura e ao julgamento. Ele quer que aqueles que foram julgados pelos cristãos no passado se virassem e julgassem a todos. Esse é o seu plano. Nós o vencemos em seu próprio jogo quando REJEITAMOS a amargura e escolhemos amar a igreja de qualquer maneira. Nós o vencemos quando confiamos que Jesus sabe o melhor, e que se ele ama a igreja, nós também podemos.

Isso não significa que voltamos a igrejas que não são saudáveis ​​ou que não estabelecemos limites com pessoas que continuamente nos abusam (inclusive espiritualmente). Limites são saudáveis ​​e devem estar no lugar. Mas também somos esperados, por Deus, em comunidade. Espera-se que sejam ensinadas verdades bíblicas. Espera-se que vivamos essas verdades ao redor e para os outros. Você pode ter que experimentar algumas igrejas diferentes antes de encontrar uma que seja boa, o que é ótimo! A diversidade do corpo de Cristo é uma das muitas bênçãos que encontramos nele.

Em minha própria caminhada pela igreja ferida, encontrei liberdade nesta lembrança: fui ferido por pessoas imperfeitas, mas também sou uma pessoa imperfeita. Eu também magoo as pessoas. Deus me mostrou graça para o crescimento e preciso fazer o mesmo.

Com amor e gratidão,

0 Comentários