Resenha do Livro: À Procura de Deus, W.A Tozer





Eu tenho uma lista de livros para ler esse ano, e principalmente bíblicos, mas sem duvidas esse foi o melhor livro que já li na minha vida! E indico vocês a ler ele também!

A. W Tozer escreveu À Procura de Deus em uma noite enquanto em um trem a caminho de Chicago para falar no Texas. Ele entrou em sua sala, recusou toda a comida, mas um pouco de torrada e chá, e “escreveu durante toda a noite, esta coisa chegando tão rápido ao seu coração como ele poderia escrever, e quando eles puxaram para a estação, cerca de 7:30 da próxima Manhã, em McAllen, no Texas, esse livro estava terminado e tudo o que ele tinha na frente dele era apenas a Bíblia … Começando com a publicação em 1948 e continuando por mais de meio século, este livro inspirou e incentivou pastores e missionários, bem como uma ampla gama de homens e mulheres devotas com corações a Deus.

Na introdução, o Dr. Samuel M. Zwemer, autor, evangelista e líder da Igreja Reformada da América, descreve o livro como “teologia não da cabeça, mas do coração”. Zwemer também descreveu o livro como “um estudo magistral da vida interior por um coração sedento de Deus, ansioso por agarrar pelo menos os arredores de Seus caminhos, o abismo de Seu amor pelos pecadores e o auge de Sua inacessível majestade”

O biógrafo Lyle Dorsett descreveu À Procura de Deus como “uma das manifestações mais marcantes da verdade que, se um homem se preocupar com a profundidade do seu ministério, o Espírito Santo cuidará da amplitude”. Como eu considero a fama difundida, interdenominacional e duradoura que este livro reconhecidamente profundo alcançou.

Tenho ouvido muitas referências à procura de Deus, sempre quis lê-lo, e agora pode finalmente dizer que eu li. Isso pode ser sobre tudo o que posso reivindicar, no entanto, como eu não tenho certeza se posso falar inteligentemente sobre isso depois de apenas uma leitura. Eu gostei do livro tanto quanto eu esperava. Eu achei fácil e simples de ler. Depois de passar várias páginas, eu finalmente pensava o quanto Deus me ama e o quanto eu devo conhece-lo mais intimamente.

Todas as escritas são fantásticas, é claro, mas vou me destacar apenas três deles. Um dos meus favoritos foi sua afirmação de que o crescimento pessoal individual em direção a Cristo é mais unificador do que as pessoas que se propõem a comprometer-se por causa da unidade.


“Alguma vez lhe ocorreu que cem pianos todos sintonizados no mesmo garfo estão automaticamente sintonizados um com o outro? Eles estão de acordo por estarem sintonizados, não uns com os outros, mas com outro padrão ao qual cada um deve inclinar-se individualmente. Assim, cem adoradores se reuniram, cada um olhando para longe para Cristo, estão em um coração mais próximo uns dos outros do que poderiam ser se eles se tornassem “unidade” consciente e desviassem seus olhos de Deus para lutar por uma comunhão mais próxima. Aperfeiçoado quando a religião privada é purificada, o corpo torna-se mais forte à medida que seus membros se tornam mais saudáveis, toda a Igreja de Deus ganha quando os membros que a compõem começam a buscar uma vida melhor e mais elevada “.

Eu também realmente apreciei seu capítulo sobre a mansidão levando ao descanso baseado em Mateus 11: 28-29. Vindo a Jesus, dando a Ele nossos fardos de orgulho, pretensão e artificialidade, nos liberta de nos preocuparmos com o tempo todo – o que as pessoas pensam de nós e onde estamos em relação aos outros. “Jesus nos chama ao Seu descanso, e a mansidão é Seu método.” O homem manso não se preocupa com quem é maior do que ele, pois há muito tempo decidiu que a estima do mundo não vale o esforço … ela parou Sendo enganado consigo mesmo. Ele aceitou a estima de Deus de sua própria vida.”Além do pecado, não temos nada de que se envergonhar, só um desejo maligno de brilhar nos faz querer parecer que não somos …

Assim, terminarei com a esperança que Tozer também expressou, de que cada um de nós “ficará ainda esperando em Deus … e, preferencialmente com a nossa Bíblia estendida diante de nós. Gostaria também de convidá-lo a ler a biografia sobre Tozer...

Se eu fosse expressar por aqui o que eu sentir naquele livro, enfim… eu não terminaria, mas ele será lido muito mais vezes por mim.

Que Deus te abençoe, obrigado por ler!

0 Comentários