A vontade de Deus não é a minha


Nós falamos sobre a vontade de Deus como se fosse algo a ser encontrado, algo escondido em um armário ou debaixo de uma rocha que - se nós apenas abrirmos a porta certa ou virar a pedra certa - será revelado para nós. Mas a vontade de Deus é muito mais simples que isso.

Ao contrário de como falamos sobre a vontade de Deus, não há nenhum plano cósmico nos dizendo como o resto da vida se desenvolverá. Embora Deus seja onisciente, Ele não é todo controlador. Ele nos permite um livre arbítrio dentro de Seu conhecimento soberano. Nesse meio-termo, Sua vontade se desenrola em um equilíbrio misterioso, além de nós, de nossa escolha e direção. Resumindo: Ele não lhe dará um plano para o futuro porque Ele quer que você ande diariamente com Ele!

As escrituras nos dão um esboço da vontade de Deus, no entanto. Não vai te dizer com quem você vai se casar ou que trabalho, mas dá tudo que você precisa para fazer as escolhas certas hoje. A seguir, quatro coisas que a Bíblia nos diz são a vontade de Deus - coisas que você pode adotar e obedecer quando não tiver certeza do próximo passo.

1. A vontade de Deus é a sua santificação.

1 Tessalonicenses 4: 3 diz: “A vontade de Deus é que você seja santificado, então se abstenha da imoralidade sexual.” Esse versículo pode estar falando de permanecer puro, mas a santificação não é apenas sobre sexualidade. A santificação é o processo pelo qual o Senhor nos torna “santos como Ele é santo” (1 Pedro 1:16). Jesus nos declara justos quando somos salvos (justificação), mas à medida que caminhamos por essa justiça, nos transformamos em pessoas que glorificam a Deus. O Espírito Santo faz isso quando ouvimos e obedecemos a Ele! Quando você se pergunta qual é o propósito de Deus em sua vida, pode ter certeza disso: a vontade de Deus é a sua santificação. E às vezes temos que passar por momentos difíceis para nos tornarmos mais parecidos com Jesus.

2. A vontade de Deus é a nossa gratidão.

Mais tarde, em sua carta à igreja de Tessalonicenses, o apóstolo Paulo diz: “Agradeça em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para você em Cristo Jesus.” Isso é apenas parte da frase que diz: “Sê sempre alegre, ore continuamente e agradeça em todas as circunstâncias... ”(1 Tessalonicenses 5: 16-18). A vontade final de Deus é que nos regozijemos, rezemos e sejamos gratos! Essas ações são o resultado do trabalho do Espírito em nossos corações (santificação).

Como deixamos o Espírito de Deus operar em nós? Vindo à Sua Palavra! Na Palavra de Deus, aprendemos quem Ele é. Nós aprendemos a orar. Nós nos expomos ao Seu caráter. Nós aprendemos a ouvir sua voz. Isso, por sua vez, nos muda! Você não precisa se "fazer" uma pessoa boa (você não pode, a propósito). O Espírito faz isso quando você dá o passo simples da fé de vir à Sua Palavra e estudar quem Ele é e o que Ele diz.

A gratidão é uma forma de adoração. Ao expressar gratidão por quem Deus é e pelo que Ele fez em nossas vidas, fazemos a vontade de Deus.

3. A vontade de Deus é que façamos o bem.

1 Pedro 2:15 diz: “É da vontade de Deus que, fazendo o bem, você cale a conversa tola das pessoas ignorantes.” Quando você obedece a Deus e à Sua conduta na sua vida, silencia aqueles que o perseguem e condenam. Quer responder bem às pessoas que te odeiam? FAÇA O BEM! Seu bom caráter, trabalhado em você pela sua exposição a Jesus, silenciará tudo o que disserem.

4. A vontade de Deus é que andemos no Espírito.

Por último, mas importante, a vontade de Deus é que você ande pelo Espírito. Eu enfatizo a importância disso repetidas vezes, porque, a parte do Espírito de Deus, você não pode nem conhecer nem viver a vontade de Deus! Você precisa da voz de Deus para levá-lo a uma vida de valor eterno. Ao andar com Ele (orando a Ele, lendo sobre Ele, ouvindo, obedecendo a Ele), você terá uma vida de impacto. E, sem nunca possuir o projeto para sua vida, você terá realizado a vontade de Deus.

Obrigado por ler, que Deus te abençoe.

xx, Jamerson.

0 Comentários